Portagens circular

Implementação do PROASME fortalece resposta do sector

proasme 2A implementação do Programa Auto Sustentado de Manutenção de Estradas (PROASME) fortaleceu a capacidade do sector de intervir na rede de estradas, principalmente na componente de manutenção periódica, onde a limitada disponibilidade de fontes tradicionais de financiamento já estava a ameaçar a transitabilidade em importantes corredores rodoviários.
Esta garantia foi avançada pelo Presidente do Conselho de Administração do Fundo de Estradas, FP (FE, FP), Ângelo Macuácua, falando, a 5 de Abril, na reunião organizada pela instituição e Administração Nacional de Estradas (ANE, IP), para apresentar o balanço e perspectivas do PROASME aos transportadores e rganizações da sociedade civil que actuam no sector (vide relatório no link:https://www.fe.gov.mz/images/Balano_do_PROASME.pdf


O PCA salientou que as dificuldades de transitabilidade em importantes corredores logísticos rodoviários, geradas pela limitação de fundos para a manutenção periódica, têm impacto negativo sobre as actividades económicas e sociais no nosso país.
Ângelo Macuácua reconheceu que os resultados alcançados no primeiro ano da iniciativa – o PROASME é implementado desde 2 de Janeiro de 2021 – ainda não satisfazem as expectativas dos utilizadores das estradas abrangidas, mas são um ponto de partida promissor rumo à promoção do desenvolvimento sustentável da rede viária do país.
“O longo caminho da promoção da sustentabilidade dos investimentos no sector de estrada requer o cometimento e perseverança de todos”, destacou.
Entre as realizações do primeiro ano, Irene Langa Simões, Administradora Executiva do Pelouro Técnico no FE, FP, destacou a manutenção periódica nas seguintes estradas N7, que liga Vanduzi e Changara, e os troços da N1 Mangungumete/Rio Save; Inchope/Caia (de Gorongoza a Muera); Chissibuca/Lindela e Metoro-Rio Lúrio, para além do início das obras na estrada N301 (Matambo/Songo). Falou também da co-participação no financiamento da reabilitacão da ponte sobre o rio Limpopo em Xai-Xai. Houve ainda manutenção de rotina de 1.889 km das estradas abrangidas pelo programa e reforço da sinalização horizontal numa extensão de 813 km.
Em termos de receitas, de Janeiro até Dezembro de 2021, arrecadou-se 690 milhões de meticais, contra os 185 milhões de 2020. Já no primeiro trimestre deste ano, foram colectados 164,02 milhões de MT, contra os 140,60 milhões de MT, de igual período de 2021
No geral, os transportadores reagiram positivamente ao convite para o balanço do PROASME e apelaram para que se cumpra com o plano de manutenções de modo que a transitabilidade rodoviária melhore à medida em que pagam as taxas de portagens no Programa aprovado pela Resolução nº 63/2020, de 11 de Dezembro.

Fundo de Estradas

Av. Mártires de Inhaminga, no 170
Maputo - Moçambique

  • Telefone: (+258) 21 30 55 89
  • Fax: (+258) 21305069
  • Email: info@fe.gov.mz
  • Endereço: Av.Mártires de Inhaminga, no 170, Maput o- Moçambique